NIBIRU – PLANETA X

Como já foi falado aqui no blog, Nibiru é um planeta que os Sumérios acreditavam que existe, posteriormente outras civilizações, inclusive a Egípcia também confirmou essa existência. Segundo esses povos antigos, a órbita deste planeta é elíptica e extremamente alongada. Segundo registros cuneiformes sumérios, Nibiru há milhares de anos orbita no nosso sistema solar, porém tem um padrão de órbita tão diferente dos outros planetas do nosso sistema, que ainda não o achamos. Até aí parece conto de carochinha, mas tem um detalhe: se os sumérios acertaram cálculos gigantes sobre a distância de cada planeta, as suas órbitas e até a composição destes corpos celestes, por que eles iriam errar sobre a existência desse tal Planeta Nibiru?


Os sumérios descreviam nosso sistema solar como um conjunto de 12 corpos celestes significativos – Sol, Mercúrio, Vênus, Lua, Terra, Marte, Júpter, Saturno, Urano, Netuno e Plutão. Na linguagem zodiacal, estes astros são todos chamados “planetas”, embora, entre eles, os antigos incluíssem a Lua e o Sol. Isso significa que os mesopotâmios, não somente possuíam um inexplicável conhecimento astronômico; eles também afirmavam a existência de planetas que somente a ciência contemporânea pôde reconhecer muito recentemente – Urano, Netuno e Plutão só foram “descobertos” em 1781, 1846 e 1930 respectivamente. Até hoje Nibiru é o 12º planeta desconhecido, porém procurado. Ora, se os Sumérios, há 6 mil anos, estavam corretos em relação aos nove planetas reconhecidos hoje porque não poderiam estar, igualmente corretos, em relação a Nibiru?

Fonte